Sobre nós

Somos milheiros as galegas e galegos que vivemos em Madrid, forçados polas mesmas circunstáncias históricas, políticas e económicas que condenárom várias geraçons do nosso povo à emigraçom.

Queremos contribuir a articular e organizar essa dispersa comunidade, com o fim de nos fazer ver e de transformarmos a partir da emigraçom a realidade que se impom à nossa naçom e que nós sofremos de forma particular na diáspora. Precisamente aqui, no coraçom da besta, no mesmo centro do Estado que nos nega como povo, tem especial importáncia sermos quem de tecer cumplicidades e resistências.

Inspiramo-nos em experiências que no passado trabalhárom com vocaçom similar à que nos move a nós hoje, e sabemos que em diferentes momentos da história as galegas e galegos expatriados em Madrid jogárom um importante papel no nosso processo de libertaçom nacional. Como mostra, avonda dizer que foi nesta cidade onde agromou o germe que em plena ditadura começaria a reorganizar o nacionalismo no interior do país. Contamos com essa e com outras experiências que ao longo do tempo mantivérom acesa a chama do nosso povo precisamente onde mais difícil parecia esse labor.

Recolhendo essas referências nasce FENDA (Embaixada Popular Galega) com o fim de articular desde a base e mobilizar a emigraçom galega em Madrid, para fazer ativismo político-cultural com visom nacional e com os seguintes objectivos:

  • Organizar a comunidade galega em Madrid com o fim de criar e fortalecer a consciência nacional no seu seio. Trabalhando coletivamente e com perspectiva política, contribuir a partir da diáspora ao nosso processo de libertaçom como povo e à mudança social. Para isso, identificamo-nos com os valores da esquerda, o feminismo, o ecologismo e o combate a toda forma de opressom ou discriminaçom.
  • Difundir entre o conjunto da populaçom de Madrid e a sua contorna a nossa realidade social e cultural, superando os tópicos e os clichés instalados e transmitindo a imagem dumha naçom rebelde orgulhosa de si. Nesse sentido, queremos ir mais alá das prioridades do asociacionismo galego existente actualmente, superando as dinámicas puramente folcloristas ou culturalistas.
  • Atuar como umha “embaixada” que exerça de ponte com a Galiza, através da que achegar e acolher atividades culturais do país e servir como espaço à populaçom galega da cidade ou gente da Galiza interessada em fazer atividades em Madrid.
  • Implicar-nos nos movimentos sociais e iniciativas populares da cidade e tecer redes de colaboraçom con elas. Em particular, tecer pontes com outras comunidades de persoas expatriadas na cidade a fim de abrir canles de comunicaçom com outros povos do mundo.

Definimo-nos como um coletivo de carácter político, dado que aspira a transformar a realidade, mas de carácter nom partidário, nom estando sujeito ao cumprimento de diretrizes de organizaçons alheias.

En base a estes critérios e objectivos, chamamos à comunidade galega em Madrid a colaborar, a implicar-se e a organizar-se com nós.

logo